O LADRAR DO MERDOCK

Clicar na imagem de Algarve Ontem
(em cima)


Não se assustem com o ladrar do Merdock.
Ele só embirra com polícias, guardas fiscais,
guardas republicanos e outras fardas!...



terça-feira, 11 de dezembro de 2007

AINDA O ENCONTRO

Os Caminhos da Amizade


Há caminhos que vêm
Há caminhos que vão
Caminhos paralelos
Caminhos que se cruzam
Caminhos que nunca mais se encontram
E caminhos muito cedo interrompidos!


Mas hoje os nossos caminhos,
Que há muitos anos já estiveram juntos,
Trouxeram-nos, de novo, até aqui.


É tempo para um novo olhar
Tempo de alegria, de emoção
Tempo de recordar…


Passaram tantos anos…
Alguns de nós percorremos caminhos
Que nunca mais se encontraram
Desde que fomos jovens, alegres, felizes
E sobretudo amigos!


Há amizades que perduram até hoje
Outras que se perderam ao longo dos anos
Porque percorremos caminhos distantes.
Mas hoje irão renascer
E voltar a ser o que eram dantes.


Há que aproveitar a felicidade
Deste reencontro…
E tentar reviver as emoções, os sentimentos
E o encantamento dos nossos jovens anos
Ingénuos e crédulos no que a vida nos iria dar!


Não importa que algumas esperanças se tenham perdido
E muitos dos sonhos não se tenham realizado…
O que importa é estarmos, de novo, juntos
E continuarmos a ser capazes
De acreditar …
De acreditar na Amizade!


Amanhã será um outro dia
Cada um de nós irá continuar a percorrer
O seu próprio caminho

Mas a caminhada vai ser mais leve
Mais alegre e mais sentida


Porque o dia de hoje fez renascer, em nós

Aquele espírito jovem
Que nos ajuda a acreditar na vida…


Percorreremos todos os caminhos
Com mais entusiasmo e mais vontade
Na esperança de nos continuarmos a encontrar!

Que os nossos caminhos sejam percorridos
Com muita felicidade
E viva a AMIZADE


Maria Celeste Mascarenhas Santos

(Encontro dos antigos alunos do Liceu de Faro-1957-2007)
6 /10 /2007

Enviar um comentário
Merdock era um cão singular
e deu origem, em Faro,
a uma extraordinária
manifestação de solidariedade
que culminou na sua libertação.
Aqui se relembram
os factos e as personagens
envolvidas.
Veja também o meu blog de poesia