O LADRAR DO MERDOCK

Clicar na imagem de Algarve Ontem
(em cima)


Não se assustem com o ladrar do Merdock.
Ele só embirra com polícias, guardas fiscais,
guardas republicanos e outras fardas!...



domingo, 21 de janeiro de 2007

TEMA DE DEBATE

50 anos depois dos acontecimentos que rodearam o Merdock, pode começar a fazer-se a história da sua vida e das circunstâncias que levaram à sua captura pela autoridades instituídas e a sua posterior libertação.


Será interessante reflectir sobre esses factos singulares e quase inacreditáveis para os mais novos, num tempo em que quase tudo era proibido e reprimido.

A grande manifestação dos estudantes do Liceu Nacional de Faro, com vista à libertação do Merdock, poderá ser vista sob diversos prismas:

1 – Tratou-se, tão só, duma atitude colectiva de pueris estudantes movidos por sentimentos de altruísmo, em favor dum animal de sua estimação.

2 – Foi uma manobra bem concebida e organizada por uns poucos (os mais velhos), já relativamente conhecedores do estado calamitoso do país, nas sua vertentes políticas, sociais, económicas e culturais, ao arrepio do que sucedia por essa Europa fora.

3 – Terá sido apenas um sentimento espontâneo de libertação, em relação às regras opressivas e obsoletas impostas pela Reitoria.

Além disso, este espaço, deverá ser um ponto de encontro dos antigos alunos desses tempo do Merdock, que assim poderão contactar.
Enviar um comentário
Merdock era um cão singular
e deu origem, em Faro,
a uma extraordinária
manifestação de solidariedade
que culminou na sua libertação.
Aqui se relembram
os factos e as personagens
envolvidas.
Veja também o meu blog de poesia